Menu

Blog

Gestão do conhecimento: fazendo a inteligência coletiva gerar resultados

Voltar para os posts

Vivemos um momento na nossa sociedade em que os consumidores estão mais criteriosos na seleção de seus fornecedores. Em paralelo, a evolução tecnológica e a facilidade de acesso a esses recursos permitiu a entrada e o crescimento de novos players nos mais variados segmentos. Esse cenário exige que as empresas busquem soluções cada vez mais diferenciadas e inovadoras para seus consumidores.

Uma vez que os recursos tecnológicos estão disponíveis para quase todos, quem pode fazer a diferença na concorrência é a experiência e o capital humano das empresas. É nesse contexto que a gestão do conhecimento vem ganhando cada vez mais força.

Entendemos por gestão do conhecimento o conjunto de práticas e processos que gerem, armazenem, gerenciem e disseminem o conhecimento por toda a organização. Todo o capital humano da empresa possui informações relevantes, que tratadas em conjunto, de forma sistemática, se transformam em conhecimento corporativo.

Existem dois tipos de conhecimento: o explícito e o tácito. O conhecimento explícito é mais palpável, pois trata-se daquele adquirido através de cursos, livros, manuais, entre outros materiais. Por outro lado, o conhecimento tácito é conquistado por meio da prática. É a experiência de mercado. Quando esses conhecimentos são tratados e compartilhados por toda a companhia, gerando inteligência corportativa, podemos dizer que a gestão do conhecimento foi bem sucedida.

Existem diversas ferramentas que podem ser utilizadas para a gestão do conhecimento. Uma das mais eficientes é a intranet corporativa. Por meio dela, é possível disponibilizar documentos e manuais para serem consultados facilmente sempre que necessário. Além disso, é possível estabelecer salas de chat, foruns, wikis, entre outros recursos que facilitem o compartilhamento de informações.

Uma gestão do conhecimento bem feita gera diversos benefícios para a empresa, como otimização de processos, aumento de produtividade, agilidade na tomada de decisão, redução de custos e, claro, aumento de receitas. Sua empresa já adota políticas de gestão do conhecimento? Deixe seu comentário!

0 comentários

Comentar