Menu

Blog

A busca pelo engajamento dos usuários

Voltar para os posts

Por Tiago Porcher - Gerente de Produto da Lumis

Um dos principais desafios de qualquer cenário de Intranet é conseguir o tão sonhado engajamento por parte dos funcionários sobre os conteúdos e serviços oferecidos. Tida como uma das principais razões pelo insucesso de projetos dessa natureza, a falta de mecanismos que estimulem o hábito do acesso frequente pode não só comprometer fortemente os resultados das iniciativas de aproximação entre colaborador e empresa como até gerar um efeito inverso, de piora na percepção da marca por parte da equipe. Mas como evitar algumas dessas armadilhas tão comuns?

Em primeiro lugar, entendendo a intranet como o principal canal de comunicação entre empresa e funcionário, é muito importante que ela represente bem a sua marca. O colaborador precisa se sentir dentro da empresa quando acessa a intranet, e para isso, ela precisa ter uma identidade visual facilmente associável com a primeira. Intranets com uma identidade visual genérica, muitas vezes adotadas dessa forma por limitação da ferramenta utilizada, já partem em desvantagem nesse sentido, uma vez que tendem a ser muito mais encaradas como mais uma ferramenta, e não como um ambiente mais amplo e oficial de comunicação.

Outro ponto importante é garantir que o engajamento com a iniciativa parta de quem administra o ambiente, mas não fique restrito a uma pessoa ou grupo de pessoas que tenham a missão de garantir a atualização do conteúdo oferecido. Intranets que dependam excessivamente dessas pessoas, ficam muito mais suscetíveis a fatores como mudanças na estrutura organizacional da empresa, férias de funcionários chave e priorização de outras demandas, que podem causar problemas de conteúdos desatualizados e falta de novidades, e que podem rapidamente causar uma debandada nos acessos.

[GUIA EXCLUSIVO] Por que implantar uma intranet

Para isso é importante que a intranet possua mais líderes do que gestores. Pessoas, identificadas na empresa, que possam atuar como entusiastas da iniciativa e não só ajudar a contribuir com o trabalho de conteúdo colaborativo, mas também como evangelizadores frente aos demais membros da equipe. A presença de algumas pessoas desse tipo alivia a carga sobre os geradores de conteúdo tradicionais e aumentam em muito as chances de sucesso.

Naturalmente, a relevância do conteúdo oferecido também é fator de suma importância para garantir as visitas constantes de seus usuários. É preciso que haja uma mescla entre conteúdos tradicionais de intranet como história e missão da empresa e informações sobre a presidência, com conteúdos e serviços que as pessoas realmente busquem no dia a dia. Para isso, além de um trabalho de seleção do conteúdo a ser apresentado em notícias e posts, é importante ter recursos que ajudem na rotina do trabalho, como serviços para agendamento de férias, solicitação de viagens e a possibilidade de integração com outros sistemas da empresa. Uma intranet puramente institucional já não sobrevive mais.

Cada vez mais se percebe como crítica para os negócios a necessidade de trabalhar o relacionamento entre empresa e funcionário. Iniciativas de endomarketing e endobranding são cada vez mais populares e adotadas entre grandes empresas, e só são efetivas se houver um canal de comunicação claro e bem definido entre as duas partes. E, para isso, uma intranet que conquiste o engajamento de seus usuários pode ser uma excelente base para o sucesso dessa aproximação.

0 comentários

Comentar